segunda-feira, 15 de março de 2010

Diga Sou Umbandista ao censo

Repassando da internet

Saravá, Irmãos! DIGA COM ORGULHO,SOU UMBANDISTA!
Há algum tempo, circulou na internet um texto sobre o Censo de 1991 e 2000. Acredito que era de autoria do irmão Alex de Oxossi, mas não tenho certeza.
Naquele tempo, o autor do texto mostrou de forma tão assustadora a queda no número de adeptos da nossa Religião. Mostrou que o nosso povo estava deixando de ser umbandista. Isso é preocupante...
O Censo não mente. É de muito crédito aquilo que é divulgado como resultado das pesquisas.
Precisamos analisar com frieza o que aconteceu no Censo de 2000.
O que terá acontecido com os umbandistas da época? Por quê o número de adeptos da Umbanda caiu tanto?
Será que nossos irmãos ficaram com vergonha de dizer que eram umbandistas?
Será que responderam que eram espíritas, ou católicos?
Será que houve uma grande evasão e abandonaram a Umbanda e se tornaram evangélicos?
Será que não fomos entrevistados pelos trabalhadores do Censo?
Abaixo transcrevo o texto mencionado para que os irmãos reflitam sobre o assunto.
Aos Pais e Mães de Terreiro fica um apelo: mostrem aos seus filhos a importância em revelar sua identidade religiosa ao Mundo.
Aos filhos de terreiro cabe a coragem e o orgulho em dizer a todos que Somos Umbandistas, Graças a Deus!
"Radiografia da Umbanda
Afinal quantos somos?

Para responder a esta questão incluímos abaixo uma tabela com os dados de 1991:

Já no censo de 2000, foram separadas as duas Religiões - Candomblé e Umbanda, onde observamos:

Candomblé: 139.328
Umbanda: 432.001
Um total de 571.329 praticantes.

A resposta a questão proposta acima é facilmente respondida: O número de adeptos da Umbanda é 3,1 vezes maior do que o do Candomblé (210 %).

Uma questão para nossa observação: Houve uma diminuição de 648.463 para 571.329 ,num montante de 77.134 pessoas (11,89%).

Se estudarmos com cuidado os dados veremos que praticamente todas as Religiões aumentaram seus números absolutos, com exceção da nossa.

Julio Cezar Gomes Pinto

Nenhum comentário: