quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Reflexão

Discutir particularidades de culto, tirar dúvidas, pedir e dar sugestões é muito dígno e faz parte de qq fórum religioso, mas a vida religiosa pública e os fatos que nos ferem ou nos atingem como religiosos e membros de religiões que estão sofrendo discriminação religiosa tb merecem voz e discussão.

Por melhor que seja a crença na espiritualidade, nos Guias e nos Orixás, só isso não bastara contra as intolerância que sofremos, dos ataques que estamos sendo vítimas. É necessário discutir, unir e tomar providências de forma organizada e, nesse ponto, a Internet é uma força válida que nos une, mesmo mediante 'a distância física.

Um fato que está acontecendo é a união, discreta e tímida das pessoas de diversas religiões, e isso é muito bom, pois vem da base. De uma base que ainda não está viciada ou corrompida pela corrosão política ou econômica, em que pessoas de bem e jovens estão tomando uma posição frente 'a discriminação religiosa.

Hoje, dia 27 Janeiro de 2010, o Dia Internacional de Recordação do Holocausto, em reunião da Comissão Contra 'a Intolerância Religiosa (uma Comissão Plural, pois hj conta com a participação de Judeus, Umbandistas - de várias denominações - de Muçulmanos, Candomblecistas, hare krishna, Ciganos ... Mostrando que a Pluralidade Religiosa é uma benção e que é possível a união entre as religiões, na Pluralidade e na Diversidade, na luta por objetivos comuns), recebemos a denúncia de mais um ataque a uma casa de Candomblé em São Gonçalo, Niteroi, Rio de Janeiro.

Momentos após a vítima ter feito a denúncia, um jovem Judeu que faz parte da comissão pediu a palavra e disse , em síntese, que o que estão fazendo com aquela casa de candomblé o afeta, e afeta a todos ali, e a comunidade Judaica não irá ficar parada diante disso.

Foram poucas palavras, mas de um sentimento de alteridade, de equidade, de humanidade incríveis. Mostrando que o diálogo inter-religioso está mudando cabeças, está mudando culturas e permitindo que religiões se conheçam , se respeitem e lutem uma ao lado da outra, pelos seus objetivos em comum. No caso, algo que afeta a todos, que é a intolerância religiosa.

Aqui deixo uma lembrança para mostrar que não basta a Espiritualidade atuar, mas é necessário luta inteligente e sem violência, mas com união na busca de nossos direitos, para vencer essa grd aberração, essa grd ignorância que é a intolerância religiosa.

Primeiro levaram os negros
Mas não me importei com isso
Eu não era negro
Em seguida levaram alguns operários
Mas não me importei com isso
Eu também não era operário
Depois prenderam os miseráveis
Mas não me importei com isso
Porque eu não sou miserável
Depois agarraram uns desempregados
Mas como tenho meu emprego
Também não me importei
Agora estão me levando
Mas já é tarde
Como eu não me importei com ninguém
Ninguém se importa comigo

Adaptação do Texto do Teólogo Martin Niemöller (1892-1984)

Um grd abraço,

Pai Etiene Sales

Nenhum comentário: