segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Texto retirado da Internet

Apesar de estarmos sempre orientando, chamando as pessoas ao cumprimento do dever, nem sempre aquelas que vêm às nossas Casas dão atenção às recomendações tão necessárias que oferecemos. Frisamos que toda atenção é pouca, quando estão no cumprimento de seus deveres, seja em que lugar for. No trabalho, no lar e na sociedade todos precisam ficar atentos, vigilantes, porque o inimigo oculto – o astral inferior – está sempre à espreita, aguardando um descuido, mesmo os pequenos deslizes, para se aproximar e tirar proveito. Se analisarem bem os fatos, chegarão à conclusão de que muitos acontecimentos indesejáveis e imprevistos são oriundos da falta de atenção dos seres humanos.

Se as pessoas prestassem mais atenção ao que fazem e ao que dizem, se compreendessem os porquês dos acontecimentos que surgem de bem ou de mal, muitos fatos desagradáveis deixariam de suceder. As atenciosas, que mantêm o pensamento direcionado para os seus afazeres, não se descuidam. Os fatos estão aí, para quem queira analisar. As doenças, os sofrimentos atrozes, as desencarnações prematuras, a tudo isso os seres humanos estão sujeitos, porque fazem parte do viver terreno, obediente às leis que regem o Universo, mas aqueles que forem realmente esclarecidos espiritualmente sabem ultrapassar com galhardia as dificuldades.

O pensamento é tudo, queridos amigos. Havendo pensamentos elevados e força de vontade, a pessoa não se deixa abater. Venham as influências negativas de onde vierem, jamais a atingirão. É por isso que nas casas racionalistas cristãs o que mais fazemos, desde a fundação da Doutrina, é alertar, ensinando como devem pensar e agir em todos os momentos, para que não passem dificuldades, não sofram conseqüências desastrosas e até trágicas, oriundas de atos impensados ou displicentes.

Os seres adultos são responsáveis por si mesmos, porém há pessoas que, quando erram, transferem para terceiros os seus erros, as suas culpas. Isso é fraqueza espiritual, e nós não admitimos tal procedimento em seres esclarecidos pela Doutrina.

O Racionalismo Cristão diz, e é uma grande verdade, que ninguém paga uma dívida espiritual indevida. Cada espírito encarnado tem por obrigação pagar suas dívidas espirituais. Se não for nesta encarnação, será nas vindouras, de acordo com sua própria decisão. Portanto, estejam conscientes de seus deveres, não falem muito, nem pensem no que não devem.

Nenhum comentário: